....

domingo, 21 de outubro de 2007

Amizade em poesia...

Olho em redor,
Vejo melodias…
Vejo histórias
Sinto a dor!
Vejo nos teus dias
O Mar…
A ânsia do querer
Vejo o teu lutar
O interior do teu Ser
Perdoa-me! Vejo o teu amor.

Essência da tua pessoa
Da tua amizade
Por seres como és… Assim!

A voz que soa…
A melodia da verdade
Uma amiga para mim!

Paulo Afonso

20/10/2007



Encontros outonais
São como histórias de fiar
Olhares cúmplices
Arredondam
As árvores de ficar
Que sombreadas
Oferecem o bem-estar
Com o destino traçado

Quatro corpos
Identidades opostas
Reúnem troncos centenários
Encostados ao azul
De um Tejo
Que te observa
Que nos abençoa
E que nunca nos separa
No maior mundo
De todos os mundos

- A Amizade!

Manuela Fonseca

20/10/2007

4 comentários:

Paulo Afonso disse...

Lindo!

"Que nos abençoa
E que nunca nos separa
No maior mundo
De todos os mundos

- A Amizade!"

Beijo

Sailing disse...

Belo momento de amizade e de poesia.

Que as raizes da arvore da amizade sejam fundas demais e que nos una a todos.

Bjs

SwáSthya Yôga disse...

Olá!

Bonito poema.
Precisamos nesta vida ter mais sensibilidade, compreenção, respeito, consciência e claro Amor.
Assim, teremos um mundo melhor com qualidade de vida.

Abraços

Vera disse...

Que lindos que vocês são os dois!!!
Que bonitos ficaram os poemas ;)

Beijo

aos dois