....

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Esta noite não me apetece


Esta noite não me apetece
Separar dos papelinhos infantis
Que guardo na parede da minha alma
Em forma de coração

Esta noite vou sonhar com ele
Vou sorrir aos sorrisos
Que sorrimos durante o dia
De mãos dadas

Esta noite não me apetece
Deixar de pensar nele
Amá-lo cada vez mais
Nos beijos que se soltaram de nós

Esta noite vou sonhar comigo
Vou rever-me no espelho
De anos nunca esquecidos
Para sempre, vividos

Esta noite só ele me apetece…

Manuela Fonseca
(13/11/2008)

5 comentários:

pedro disse...

Bem!! Está lindo,olha vou aproveitar para te dizer que tenho muito orgulho em ti,mas tu já sabes isso,ah, quero-te dizer tambem que te amo muito,mas tu tambem já sabes isso. Adoro-te Mamy.

Manuela Fonseca disse...

Meu filhote lindo, é claro que sei e faço minhas as tuas palavras...mas tu tb já sabes :)
A nossa tarde foi maravilhosa! Como todos os momentos, aliás.

Mil e um beijos da mamy que te ama muitooooo!!!***

Nilson Barcelli disse...

Desculpa a intromissão na conversa familiar, mas eu também gostei muito do poema.
Sonhar com o que se quer é um princípio de vida a seguir. Mesmo de noite...
Beijinhos cara amiga.

Marta Vasil disse...

Manuela

Poema cheio de ternura, comentários a transbordar carinho.

Parabéns por tanta lindeza de afectos e união.

Um beijinho

MV

Vitor Oliveira Jorge disse...

Conhece o meu blogue
http://trans-ferir.blogspot.com ?
Apareça dia 25 Novembro 2008 às 18,30 h na Livraria Books and Living do CC Cidade do Porto, para o lançamento do meu novo PEQUENO LIVRO DE AFORISMOS. Entrada livre!
Saudações
Vitor O. Jorge